Photos and video with hashtag #jesuisparis

#jesuisparis

  • 261.4K Photos
  • Small
  • Medium
  • Large
- Rest and Recuperate - - - 🇫🇷🤒👟 The dreaded holiday blues have now turned into a fully fledged cold and I'm now having to take the day off to try to rest and recuperate. You really do need to listen to your body when it says it's time to relax - you shouldn't just push through the pain like I normally do and make everything worse. So I'm just going to dose up on Beechams to ignore all the phlegm and think about the dreamy trip to Paris' Pigalle basketball court just a few days before instead. As they say, there's no pleasure without pain. 👟🤒🇫🇷
- Rest and Recuperate - - - 🇫🇷🤒👟 The dreaded holiday blues have now turned into a fully fledged cold and I& #39;m now having to take the day off to try to rest and recuperate. You really do need to listen to your body when it says it& #39;s time to relax - you shouldn& #39;t just push through the pain like I normally do and make everything worse. So I& #39;m just going to dose up on Beechams to ignore all the phlegm and think about the dreamy trip to Paris& #39; Pigalle basketball court just a few days before instead. As they say, there& #39;s no pleasure without pain. 👟🤒🇫🇷
- Rest and Recuperate - - - 🇫🇷🤒👟 The dreaded holiday blues have now turned into a fully fledged cold and I'm now having to take the day off to try to rest and recuperate. You really do need to listen to your body when it says it's time to relax - you shouldn't just push through the pain like I normally do and make everything worse. So I'm just going to dose up on Beechams to ignore all the phlegm and think about the dreamy trip to Paris' Pigalle basketball court just a few days before instead. As they say, there's no pleasure without pain. 👟🤒🇫🇷
- Redes sociais questionam repercussão após atentado na Somália No sábado, um ataque terrorista com caminhão-bomba em Mogadíscio, na Somália, matou 300 pessoas e deixou outras 200 feridas. Não só foi o pior atentado terrorista na história do país africano, mas também um dos mais mortais enfrentado por qualquer outra nação do mundo. Contudo, muitas pessoas nas redes sociais questionaram a atenção dada à tragédia por outros internautas e pela imprensa. Os comentários apontam para a diferença na forma como o mundo está reagindo a esse ataque e como respondeu a outros, que ocorreram na Europa e nos Estados Unidos. Nos últimos dias, hashtags como #IAmMogadishu (Eu sou Mogadíscio) ou #PrayForSomalia (Rezem pela Somália) foram usadas em todo o mundo, mas não figuraram entre os assuntos mais comentados do Twitter, como aconteceu em outros ataques. “A explosão de Mogadíscio não é nem trending [no Twitter]… África você está por conta própria…”, tuitou um usuário. Depois de ataques em Paris, Nice, Berlim, Orlando, Manchester, Londres e Las Vegas, hashtags como #PrayforLondon (Rezem por Londres) ou #JeSuisParis (Eu sou Paris) rapidamente se espalharam pelas redes sociais. Agora, os internautas se perguntam por que foi registrado pouco apoio para as vítimas da Somália, apesar da cifra inacreditável de mortos. Fonte: Veja
- Redes sociais questionam repercussão após atentado na Somália No sábado, um ataque terrorista com caminhão-bomba em Mogadíscio, na Somália, matou 300 pessoas e deixou outras 200 feridas. Não só foi o pior atentado terrorista na história do país africano, mas também um dos mais mortais enfrentado por qualquer outra nação do mundo. Contudo, muitas pessoas nas redes sociais questionaram a atenção dada à tragédia por outros internautas e pela imprensa. Os comentários apontam para a diferença na forma como o mundo está reagindo a esse ataque e como respondeu a outros, que ocorreram na Europa e nos Estados Unidos. Nos últimos dias, hashtags como #IAmMogadishu (Eu sou Mogadíscio) ou #PrayForSomalia (Rezem pela Somália) foram usadas em todo o mundo, mas não figuraram entre os assuntos mais comentados do Twitter, como aconteceu em outros ataques. “A explosão de Mogadíscio não é nem trending [no Twitter]… África você está por conta própria…”, tuitou um usuário. Depois de ataques em Paris, Nice, Berlim, Orlando, Manchester, Londres e Las Vegas, hashtags como #PrayforLondon (Rezem por Londres) ou #JeSuisParis (Eu sou Paris) rapidamente se espalharam pelas redes sociais. Agora, os internautas se perguntam por que foi registrado pouco apoio para as vítimas da Somália, apesar da cifra inacreditável de mortos. Fonte: Veja
- Redes sociais questionam repercussão após atentado na Somália No sábado, um ataque terrorista com caminhão-bomba em Mogadíscio, na Somália, matou 300 pessoas e deixou outras 200 feridas. Não só foi o pior atentado terrorista na história do país africano, mas também um dos mais mortais enfrentado por qualquer outra nação do mundo. Contudo, muitas pessoas nas redes sociais questionaram a atenção dada à tragédia por outros internautas e pela imprensa. Os comentários apontam para a diferença na forma como o mundo está reagindo a esse ataque e como respondeu a outros, que ocorreram na Europa e nos Estados Unidos. Nos últimos dias, hashtags como #IAmMogadishu (Eu sou Mogadíscio) ou #PrayForSomalia (Rezem pela Somália) foram usadas em todo o mundo, mas não figuraram entre os assuntos mais comentados do Twitter, como aconteceu em outros ataques. “A explosão de Mogadíscio não é nem trending [no Twitter]… África você está por conta própria…”, tuitou um usuário. Depois de ataques em Paris, Nice, Berlim, Orlando, Manchester, Londres e Las Vegas, hashtags como #PrayforLondon (Rezem por Londres) ou #JeSuisParis (Eu sou Paris) rapidamente se espalharam pelas redes sociais. Agora, os internautas se perguntam por que foi registrado pouco apoio para as vítimas da Somália, apesar da cifra inacreditável de mortos. Fonte: Veja

This product uses the Instagram API but is not endorsed or certified by Instagram. All Instagram™ logos and trademarks displayed on this application are property of Instagram.